Please reload

Posts Recentes

Artigo: principal causa de morte no mundo é o infarto agudo do miocárdio

25.05.2017

 

A principal causa de morte no mundo é o infarto agudo do miocárdio e em segundo lugar o acidente vascular encefálico. Um dos principais fatores associados a essas mortes é a hipertensão arterial.

Contudo, nossa profissão pode contribuir de forma efetiva para a mudança dessa realidade, visto que o treinamento físico é a uma das principais formas de prevenir e tratar a hipertensão arterial.

As adaptações fisiológicas advindas do treinamento físico prescrito de maneira criteriosa promove alterações nos mecanismos neuro-humorias e hemodinâmicos de controle da pressão arterial, levando ao tratamento da hipertensão arterial, diminuição do risco de doenças cardiovasculares e mortalidade.

Dentre essas adaptações fisiológicas podemos destacar a mudança do setpoint dos Barorreceptores, menor atuação do Sistema Renina Angiotensina- Aldosterona, aumento da função endotelial, diminuição da atividade nervosa simpática cardíaca e periférica, redução da resistência vascular periférica e aumento da atividade nervosa parassimpática cardíaca.

E para a o tratamento da hipertensão arterial, o treinamento de alta intensidade vem se mostrando eficaz e seguro.

Molmen-Hansen et al (2012) randomizaram 88 indivíduos hipertensos para o treinamento intervalado de alta intensidade (4 séries de 4min a 90-95% FCmáx por 3min de recuperação a 60% FCmáx) e treinamento Contínuo de moderada intensidade (47 min a 70% FCmáx) em 3x/semana durante 12 semanas. 


Os treinamentos tiveram o mesmo gasto calórico.

 

Os resultados avaliados pela monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA) mostraram que a pressão arterial teve redução significativamente maior no grupo do treinamento intervalado, onde a PAS reduziu 12 mmHg e a PAD reduziu 8 mmHg. No grupo do treinamento contínuo, a PAS reduziu 4,5 mmHg e a PAD 3,5 mmHg.

É importante destacar que cerca de 24% dos indivíduos do grupo do treinamento intervalado de alta intensidade se tornaram normotensos.

Apenas o treinamento intervalado reduziu significativamente a frequência cardíaca de repouso (redução no risco de mortalidade), promoveu aumento da fração de ejeção, do volume sistólico, do volume diastólico final e da função endotelial. O VO2 máx aumentou 15% no intervalado e 5% no continuo.

O treinamento de alta intensidade melhorou a qualidade de vida em três subdomínios: saúde geral, função social e função física e o treinamento de moderada intensidade melhorou a qualidade de vida no domínio: saúde geral.

Que possamos a cada dia termos ainda mais consciência da nossa missão na sociedade, pois através da nossa profissão podemos fazer a diferença.

Compartilhar
Tweetar
Please reload

© 2017 por L F Academia e Personal. 

Rua Rui Barbosa, 252, sala 01 - Espumoso/RS

Tel: (54) 99151-6121 | Whatsapp (54) 99135-9763